Bem-vindos!!!!

Este blog foi criado para professores de 4º e 5º ano que encontram dificuldades para achar atividades. Algumas são criadas por mim e outras selecionadas dos grupos que participo. Se alguma atividade é de sua autoria me escreva para que dê os devidos créditos. Revise o conteúdo antes de utilizar.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Idosos ou Velhos?


             Idosa é uma pessoa que tem muita idade. Velha é a pessoa que perdeu a jovialidade. A idade causa degenerescência das células. A velhice causa a degenerescência do espírito. Por isso nem todo idoso é velho, e há o velho que ainda nem chegou a ser idoso.
Você é idoso quando sonha. É velho quando apenas dorme.
Você é idoso quando ainda aprende. É velho quando já nem ensina.
Você é idoso quando pratica esporte, ou, de alguma outra forma, se exercita. É velho quando apenas descansa. 
Você é idoso quando ainda sente amor. É velho quando só tem ciúmes e sentimento de posse. 
Você é idoso quando o dia de hoje é o primeiro do resto de sua vida. É velho quando todos os dias parecem o último da longa jornada. 
Você é idoso quando seu calendário tem amanhãs. É velho quando seu calendário só tem ontens. 
O idoso é aquela pessoa que tem tido a felicidade de viver uma longa vida produtiva, de ter adquirido uma grande experiência. Ele é uma ponte entre o passado e o presente, como o jovem é uma ponte entre o presente e o futuro. E é no presente que os dois se encontram. Velho é aquele que tem carregado o peso dos anos, que em vez de transmitir experiência às gerações vindouras, transmite pessimismo e desilusão. Para ele, não existe ponte entre o passado e o presente, existe um fosso que o separa do presente pelo apego ao passado. 
O idoso se renova a cada dia que começa. O velho se acaba a cada noite que termina. 
O idoso tem seus olhos postos no horizonte de onde o sol desponta e a esperança se ilumina. O velho tem sua miopia voltada para os tempos que passaram. O idoso tem planos. O velho tem saudades. 
O idoso curte o que resta da vida. O velho sofre com o que o aproxima da morte. 
O idoso se moderniza, dialoga com a juventude, procura compreender os novos tempos. O velho se emperra no seu tempo, se fecha em sua ostra e recusa a modernidade.
O idoso leva uma vida ativa, plena de projetos e de esperanças. Para ele o tempo passa rápido, mas a velhice nunca chega. O velho cochila no vazio de sua vida e suas horas se arrastam destituídas de sentido. 
As rugas do idoso são bonitas porque foram marcadas pelo sorriso. As rugas do velho são feias porque foram vincadas pela amargura. 
Em resumo, idoso e velho, são duas pessoas que até podem ter a mesma idade no cartório, mas têm idade bem diferente no coração. 
A vida, com suas fases de infância, juventude e madureza, é uma experiência constante. Cada fase tem seu encanto, sua doçura e suas descobertas. Sábio é aquele que desfruta de cada uma das fases em plenitude, extraindo dela o melhor. Somente assim, na soma das experiências e oportunidades, ao final dos seus anos, guardará a jovialidade de um homem sábio. 
Se você é idoso, guarde a esperança de nunca ficar velho.”

Por: Anisia Spezia. Disponível em: http://www.portalterceiraidade.com.br/dialogo_aberto/arte_cultura/reflexao03.htm

1)   Observando o texto por que para a autora há distinção entre ‘velho’ e ‘idoso’? (1,0 pt.)

2)   Dentre tantas diferenças entre ‘idosos’ e ‘velhos’ descritas pela autora, destaque pelo menos cinco delas. Escolha uma dessas e disserte sobre ela. (1,0 pt.)


3)   Releia o texto no segundo e no décimo primeiro parágrafo e transcreva-os modificando a conjugação do verbo que se encontra no presente, para o futuro. (1,0 pt.)


4)   Leia o trecho – “O idoso se renova a cada dia que começa. O velho se acaba a cada noite que termina”. Agora transcreva-o usando a concordância verbal reescrevendo no plural. (1,0 pt.)

5)   Passe para o plural quando for possível: (1,0 pt.)
a) O idoso leva uma vida ativa._______________________________________________________

b) Velho é aquele que tem carregado o peso dos anos._____________________________________

c) O idoso se renova a cada dia que começa.____________________________________________

d) É velho quando apenas descansa.___________________________________________________

6)     Complete as orações abaixo com os verbos indicados entre parênteses no modo imperfeito do subjuntivo. (0,5 pt.)
a) Se eu ___________________ em tudo que você diz, estaria perdido. (acreditar)
b) Talvez você _____________ razão. (ter)
c) Não é que eu ______________ me intrometer, mas você não tem agido bem nas últimas semanas.
(desejar)
                       Talvez a cor azul nos ______________ mais beleza ao recinto. (trazer)
e                 Se ela _________________ a verdade, teria a consciência menos pesada. (falar)

7 Complete com o sufixo ICE ou ISSE e responda. (0,5 pt.)
a

Podemos concluir observando as palavras acima que as que foram completadas com sufixo ICE são _____________________________e as com sufixo ISSE são________________________.


        caduqu______e
b           Fug_______e
c           Serv_______e
            Esquisit_______e
e         Ped_______e
            Chat______e

8)  Durante as nossas aulas de Ortografia, estudamos as palavras terminadas em ICE e ISSE. Vimos que pensando na classe gramatical, podemos decidir como escrever corretamente as palavras com essas terminações. Para relembrarmos essa regra, escreva, nos quadradinhos abaixo, a letra correspondente de acordo com a legenda. (1,0 pt.)

S = Substantivo               V = Verbo

Caduquice

Dormisse

Meiguice

Dividisse

Tolice

Digerisse

Corujisse

Foice

Maluquice

Reagisse

Traduzisse

Fugisse

Velhice

Servisse

Desistisse

Doidice

Criancice

Macaquice




 Andrea Monteiro - Professores Solidários

quinta-feira, 22 de maio de 2014

A FLORESTA DO CONTRÁRIO


                   Todas as florestas existem antes dos homens. Elas estão lá e então o homem chega, vai destruindo, derruba as árvores, começa a construir prédios, casas, tudo com muito tijolo e concreto. E poluição também. Mas esta floresta aconteceu o contrário. O que havia antes era uma cidade dos homens, dessas bem poluídas, feia, suja, meio neurótica. Então as árvores foram chegando, ocupando novamente o espaço, conseguiram expulsar toda aquela sujeira e se instalaram no lugar. É o que poderia se chamar de vingança da natureza - foi assim que terminou o seu relato o amigo beija-flor. Por isso ele estava tão feliz, beijocando todas as flores - aliás, um colibri bem assanhado, passava de flor em flor por ali, ele já sapecava um beijão.
 Agora o Nan havia entendido por que uma ou outra árvore tinha parede por dentro, e ele achou bem melhor assim. Algumas árvores chegaram a engolir casas inteiras. Era um lugar muito bonito, gostoso de ficar. Só que o Nan não podia, precisava partir sem demora. Foi se despedir do colibri, mas ele já estava namorando apertado outra florzinha, era melhor não atrapalhar.

(Fragmento do livro “Em busca do tesouro de Magritte.)

Texto II
CIMENTO ARMADO

Batem estacas no terreno morto.
No terreno morto surge vida nova.
As goiabeiras do velho parque
E os roseirais, abandonados,
Serão cortados
E derrubados.
Um prédio novo de dez andares,
Frio e cinzento,
Terá seu corpo de cimento armado
Enraizado no velho parque
De goiabeiras
De roseirais.

Batem estacas no terreno morto.
Século vinte...
Vida de aço...
Cimento armado!
Batem estacas
No prédio novo de dez andares,
Terraços tristes
Pássaros presos,
Rosas suspensas
Flores da vida,
Rosas de dor.


Trabalhando com o Texto
1.   Assinale com um X apenas a opção correta. (0,5 cada)

a) Os autores dos dois textos falam sobre o mesmo assunto. O assunto abordado nos dois textos é:

(    ) A devastação e destruição da natureza causada pelo homem.
(    ) A preservação dos recursos naturais.
(    ) Nenhuma das alternativas anteriores.

b) Apesar de abordarem o mesmo assunto, os resultados são diferentes em cada texto, porque:

(    ) no primeiro texto a natureza saiu vitoriosa ao recuperar seu espaço outrora perdido, enquanto no segundo texto os pássaros e as rosas sofrem a consequência da construção de mais um prédio de dez andares.
(    ) no segundo texto a natureza saiu vitoriosa ao recuperar seu espaço outrora perdido, enquanto no primeiro texto os pássaros e as rosas sofrem a consequência da construção de mais um prédio de dez andares.

c) Para “expulsar toda aquela sujeira” e se instalarem no seu lugar, as árvores tiveram que lutar. A parte do texto que confirma o fato de certas árvores conservarem os sinais de sua luta é:

(    ) “ Todas as florestas existem antes dos homens.”
(    ) “ Algumas árvores chegaram a engolir casas inteiras, por isso uma ou outra árvore tinha parede por dentro. ”

d) No texto II o poeta fala do prédio como se ele fosse uma pessoa em:

(  ) ” Um prédio de dez andares. ”
(  ) “ Terá seu corpo de cimento armado. ”

e) O poeta se refere a pássaros presos, terraços tristes, por que:

(    ) os terraços são pintados de preto e cinza.
(    ) os terraços ocuparam o espaço da vegetação, a alegria dos animais e com o agravante de que nas cidades, as pessoas costumam prender os pássaros em gaiolas.

2.    Escreva entre os parênteses, certo ou errado de acordo com os textos: (0,5 cada)

a) No texto II o autor utiliza a palavra “enraizado” como se o prédio fosse uma árvore. (
                 )

b) As goiabeiras e os roseiras foram conservadas após a construção do novo prédio. (
                  )

c) No texto I a história é fato real, enquanto que no texto II é imaginário, pois jamais destruiriam a natureza para construir um prédio. (
                   )

d) No texto I, ao tomar a cidade e devolver a vida aos seres da floresta, as árvores consideraram uma vingança da natureza. (                     )

e)Os pássaros do Texto II eram tão felizes quanto os pássaros do texto I. (
                   )


GRAMÁTICA
1.     Em que conjunto o grafema/letra X representa o mesmo fonema/som? (0,50)

a) (   ) tóxico - taxativo
b) (   ) enxame - inexaurível
 
c) (   ) intoxicado - exceto
d) (   ) têxtil – êxtase
 

2.    Devem ser acentuadas todas as palavras da opção: (0,50)


a) (   ) taxi - juri - gas 
b) (   ) ritmo - amor - lapis
c) (   ) chines - ruim - jovem
d) (   ) juriti - gratis - traz
e) (   ) açucar - abacaxi – moléstia

3.    Assinalar a alternativa em que todas as palavras estão separadas corretamente: (0,5)

a) (   ) mas-as / i-gu-al / miú-da
b) (   ) cons-truir / igual / cri-ei
c) (   ) cri-ei / as-pec-to / mi-ú-da
 
d) (   ) me-da-lhões /  pás-sa-ros / es-ta-çõ-es

4.    Dê “características” aos nomes (seres, substantivos) do texto II conforme a indicação. (0,25 cada)

a)    terreno _________________________       d) prédio ______________________________
b)    parque __________________________      e) terraços ____________________________
c)    roseiras _________________________      f)  pássaros ____________________________

ORTOGRAFIA

5.    Apenas uma entre as demais palavras de cada grupo está escrita de forma incorreta. Identifique-a e escreva da forma correta: (0,5 cada)

a) estádio - escola - estração ____________________________

b) péssimo -vasoura- assunto ____________________________
c) desça – cresça - aparesça _____________________________
d) excelente – excepcional - excência ______________________

Profª Graciele Lopes